Como pode, um Policial da Guarda Civil Metropolitana da Cidade mais rica do país ganhar tão mal..?

Na condição de Jornalista, eu repudio o Veto do Sr. Prefeito Haddad ao projeto de Adicional de Periculosidade aos agentes da GCM, pois tal ação caracteriza como um total descaso, incoerência e falta de comprometimento para com estes valorosos profissionais, integrantes do sistema de segurança pública e urbana desta que, é a cidade mais RICA e uma das mais violentas do Brasil.

LEIA mais...


Vale lembrar que, no segundo semestre do ano de 2013 a grande maioria dos servidores municipais de nível básico e médio receberam um reajuste entre 40% e 70% nos vencimento, mas inaceitavelmente os aprox. 6000 agentes da Guarda Civil Metropolitana não fizeram jus á este reconhecimento diante dos péssimos salários após as Gestões Serra e Kassab, estes que, com certeza foram os piores Prefeitos que a Cidade de São Paulo já teve.
É inaceitável, um Agente da Guarda Civil Metropolitana no início da carreira estar ganhando menos que o piso mínimo da própria PMSP..como pode um total descaso e incoerência para com estes policiais que arriscam suas vidas diariamente nesta que é uma das cidades mais violentas do Brasil..?
É inaceitável um policial da Guarda Civil Metropolitana ganhar o mesmo que um servidor qualquer, que não possui as características, peculiaridades e riscos inerentes à função de GCM. Como vimos em 2013, vários agentes da Guarda Civil Metropolitana foram covardemente assassinados pelos marginais por serem Guardas Civis e serem um representante da Autoridade.
Como pode, um Policial Municipal da Cidade mais rica do país ganhar tão mal..? Como pode essa mesma Prefeitura que se justifica não haver recursos financeiros para a Guarda Civil Metropolitana fazer caridade de aproximadamente R$ 100 milhões de reais para a tal Operação Delegada, ou seja, para pagar um servidor estadual a fazer bico para a prefeitura nos dias de folga.
Como pode, uma Prefeitura investir menos de 0,5% na segurança da população, ou seja, não investir em seu próprio policial municipal, que no caso é o Agente da Guarda Civil Metropolitana e não o policial militar.
Vivemos em um Regime Democrático, ou seja, a grande maioria da população considera como sendo os três maiores problemas a Saúde, Educação e a SEGURANÇA.. no caso do Município segurança resume-se à Guarda Civil Metropolitana. E os números falam por si próprios, com um orçamento gigantesco como o da Cidade de São Paulo, o Executivo investir menos de 0,5% do orçamento em sua Polícia Municipal (GCM)...é uma total incoerência e falta de conectividade com a população e com os seus interesses coletivos.
Creio que, estes valorosos profissionais necessitam urgentemente se unir e exigir das entidades representativas da categoria uma posição clara, objetiva e coerente de valorização destes policiais junto à Municipalidade, pois a categoria não aguenta mais tanto desrespeito e um salário tão baixo como este que atualmente é pago aos policiais da Guarda Civil Metropolitana.
As entidades representativas como o Sindguardas e demais associações possuem obrigação de exigir desta, que é a cidade mais rica do país, um salário descente e de acordo com o grau de risco e complexidade que esta valorosa corporação e seus agentes necessitam e merecem.

SANTANA
Jornalista DRT n° 73071
www.policiamunicipaldobrasil.com