GCM 'surta' e invade Supermercado e afugentou funcionários com barra de ferro

Silas Romualdo negou que homicídio tenha sido causado por GM de Piracicaba (Foto: Thomaz Fernandes/G1)O guarda municipal Silas Romualdo Júnior, filho do comandante da corporação em Piracicaba (SP), Silas Romualdo, se envolveu em mais uma confusão na tarde desta segunda-feira (13) no bairro Piracicamirim. Segundo moradores, ele apareceu em um supermercado com uma barra de ferro nas mãos e, alterado, afugentou funcionários e clientes e só saiu de lá carregado por policiais militares para uma maca do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

LEIA mais......
Comandante da Guarda, Silas Romualdo, se recusou a comentar prisão do filho em Piracicaba (Foto: Thomaz Fernandes/G1)
 Comandante da GCM de Piracicaba (SP), Silas Romualdo

Um funcionário relatou que ele consumiu cocaína em frente ao estabelecimento comercial.
No final de 2012, quando tinha 29 anos, Júnior estava em um posto de gasolina sem farda e fora do horário de expediente quando disparou para cima com uma pistola própria. Segundo informações da Polícia Militar na época, ele estava aparentemente embriagado. No carro do rapaz foram encontradas uma ponta de cigarro de maconha, uma garrafa de uísque pela metade e três latas fechadas de cerveja.
O rapaz ainda tentou agredir um dos policiais, mas foi contido com balas de borracha, algemado e preso em flagrante. Na época, o boletim de ocorrência com as informações sobre o caso não foi disponibilizado à imprensa e Júnior não permaneceu detido. O rapaz retomou suas funções em 2013 e atuou na sede da Defesa Civil, mas voltou a ser afastado por razões psiquiátricas.

Confusão aconteceu em mercado do bairro Piracicamirim em Piracicaba (Foto: Thomaz Fernandes/G1)
Nesta segunda-feira, de acordo com o relato de um funcionário do mercado onde houve a confusão, o guarda comprou duas cervejas em frente ao estabelecimento e passou a dizer que havia uma pessoa escondida no local tentando matá-lo. "Ele cheirou uma carreira de pó na frente do mercado e depois entrou aqui. Nós saímos por outra porta e chamamos a polícia, mas o pai dele já havia chegado", contou o homem, que não quis se identificar.

Com a chegada da Polícia Militar e da Guarda Municipal, policiais conseguiram contê-lo e o Samu o levou ao pronto-socorro do Piracicamirim. O pai, que acompanhou a situação, atribuiu o surto a um erro de dosagem do remédio que o rapaz toma e disse que ele segue afastado da corporação em razão de problemas psiquiátricos. A Prefeitura de Piracicaba, por meio de assessoria de imprensa, disse que Júnior está afastado do cargo até 27 de janeiro por recomendação médica. Como não chegou a cometer crimes, os militares não o apresentaram na delegacia.

fonte - http://g1.globo.com/sp/piracicaba-regiao/noticia/2014/01/filho-de-comandante-da-gm-surta-e-invade-supermercado-em-piracicaba.html