Inspetorias da Mooca e de Perus estão liderando ranking de reclamações em que os gestores tem uma postura incompatível com a filosofia adotada pela gestão

 Ranking das unidades com os maiores índices de reclamações consistentes em que os gestores tem uma postura incompatível com a filosofia adotada pela gestão e vamos dar publicidade.

LEIA mais.....





2013, foi o primeiro ano da reconstrução da nossa instituição. Os oito anos da gestão Serra/Kassab deixaram como legado a desestruturação da GCM e uma quantidade absurda de portarias que só contribuíram para engessar administrativa e operacionalmente a corporação.

Tínhamos uma corregedoria muito mais preocupada em perseguir politicamente quem questionava o modelo de gestão do que promover as correições de desvio de conduta necessárias.

Outro ponto importante a ser abordado, relaciona-se a falta de autoridade, comprometimento do comando que se omitia nem fazer a defesa da instituição e ao mesmo tempo era extremamente autoritário com os trabalhadores e os seus representantes.

Sofremos imensamente com um secretário que não entendia nada de segurança, que encontrou um campo fértil para implantar uma gestão esquizofrênica, pois ao mesmo tempo em que apregoava a qualidade e a meritocracia, suprimia completamente a autonomia e a capacidade de iniciativa gerencial na corporação, transformando os gestores em meros despachantes das ordens de serviços  mais absurdas possíveis.

Com a nomeação do Secretário Porto, iniciou-se uma guinada na maneira de conduzir a instituição. Estabeleceu-se um processo de diálogo constante e produtivo com a representação dos trabalhadores, produzindo resultados logo no primeiro mês de governo, como por exemplo a revogação da famigerada portaria 242, que obrigava o efetivo a trabalhar uma hora a mais por dia, sem nenhuma remuneração por isto.

Mas temos que admitir, que no inicio, nem tudo foram flores, a assunção do novo comando, não trouxe mudanças significativas na gestão da corporação. Percebemos que, na verdade, era mais do mesmo e as mudanças que deveriam ocorrer não se efetivavam e o que vimos foi a intensificação da prática do autoritarismo e do culto à própria pessoa.

Felizmente, o compromisso da SMSU com os avanços da Guarda Civil, fez com que o comando fosse trocado, antes do desastre. E esta mudança trouxe uma nova postura para a gestão da corporação.

É salutar citarmos uma prática cultural da nossa instituição que o atual comando conseguiu eliminar, o personalismo. Não se ouve mais as pessoas dizerem: “é minha viatura”, “é meu guarda”, “é meu comando”, “minha inspetoria”. Ultimamente temos ouvido muito mais se falar “NÓS” ao invés de “eu” e isto é muito bom, pois os GCM’s estão se sentindo mais verdadeiramente parte da instituição, aumentando a sua auto-estima e comprometimento e, consequentemente tem melhorado os resultados. A autonomia dos gestores começa a ser resgata e, ao contrário do que ocorria anteriormente, as ordens de serviço agora são do bem.

Pela primeira vez, os trabalhadores receberam o Prêmio de Desempenho, depois de nove anos temos um concurso de ingresso em andamento, foi aprovada a aposentadoria especial, estamos discutindo a reestruturação do nosso Plano de Cargos, Carreira e Salários, com o compromisso firmado de implementá-lo a partir de 1º de maio de 2014.

Podemos afirmar que o resultado de 2013, foi bastante positivo e que o ano de 2014, promete ser ainda melhor. As perspectivas de avanços para a Guarda Civil Metropolitana e para os trabalhadores são muito boas, entretanto, ainda temos alguns gestores agindo como se estivessem no governo anterior, com medidas extremamente autoritárias e assediadoras.

É importante deixar claro seremos inflexíveis no combate ao assédio e às práticas autoritárias. Estamos elaborando o Ranking das unidades com os maiores índices de reclamações consistentes em que os gestores tem uma postura incompatível com a filosofia adotada pela gestão e vamos dar publicidade.

Por enquanto as Inspetorias da Mooca e de Perus estão liderando este ranking de reclamações

FONTE -http://www.sindguardas-sp.org.br/site/noticias