A reestruturação da GUARDA CIVIL METROPOLITANA de SÃO PAULO não sairá da forma como foi apresentada CAUSANDO descontentamento na maioria dos GCMs

Montagem criada Bloggif
 Reestruturação não sairá da forma como foi apresentada pela entidade.......

MAIS... LEIA...






Nesta terça-feira (06.05.2014), durante a reunião ocorrida na SMSU, com as entidades de classe SINDGUARDAS-SP, SINDSEP-SP, ABRAGUARDAS E ABIG) e SEMPLA, ficou definido o Projeto de Reestruturação da Guarda Civil Metropolitana, o qual terá validade a partir de Janeiro de 2015. A proposta que será encaminhada através do projeto de lei é a que foi apresentada pela administração Pública Municipal, que estará disponível do site do SINDGUARDAS-SP.


Os principais tópicos definidos na reunião foram:

- Reajuste de 5% a partir de 1º de Maio de 2014; - Reajuste de 10,23% a partir de 1º de Maio de 2016. - Devolução dos valores descontados dos dias de paralisação da greve.
- Retificação da data de enquadramento dos GCM´s 2ª Classe que não tiveram o enquadramento no tempo correto, estabelecendo que todos terão sua data de enquadramento retificadas (corrigidas), como forma de garantir a justiça e resguardar os direitos destes servidores;

O protocolo será assinado na próxima Quinta-Feira dia 08.05.2014, às 10h30, na SMSU, a entidade sindical entende que a reestruturação não sairá da forma como foi apresentada pela entidade, mas entendemos ser um avanço termos a reestruturação e também os reajustes salariais, pois deve ser de conhecimento de todos, que até o momento, nenhuma outra categoria assinou um acordo salarial com reestruturação. As negociações salariais não se encerram com a referida reestruturação e os referidos reajustes, continuaremos a debater o RETP e o aumento linear para todos os servidores na Mesa Central de Negociação.

Outro ponto importante que consideramos um avanço é o estabelecimento de um PISO MÍNIMO para os Guardas Civis Metropolitanos, que passa a valer a partir de 1º de Maio de 2014 o Piso Mínimo de R$ 1.449,00 e R$ 1.521,45 a partir de 1º de Janeiro de 2015 e R$ 1.656,00 a partir de 1º de Maio de 2016, sendo que a verba de Unidade de Interesse Estratégico não entrará na composição do Piso Mínimo. Estamos negociando também a exclusão da Gratificação de Motorista. É importante ressaltar que a entidade sindical junto com as outras entidades tentaram desde o inicio conseguir arrancar do Governo um compromisso de reestruturação com reajuste salarial maior, esperamos contar com a união e o apoio de todos para continuarmos na luta, pois as negociações são permanentes

www.sindguardas-sp.org.br