POLICIAIS da GUARDA CIVIL de Santana do Parnaíba Montagem criada Bloggif

Em VISITA ao C.F.S.U da GCM - SP foram SURPREENDIDOS por uma ATITUDE lamentável que gerou grande CONSTRANGIMENTO episódio inaceitável



Na condição de Jornalista, gozando de todos os direitos e prerrogativas legais, tendo como base a Constituição Federal, Art. 5° incisos IV,VIII,IX e Art. 220 e, bem como, o Código de Ética dos profissionais de Jornalismo, venho por meio desta, atendendo às várias solicitações e denúncias recebidas nos últimos dias, tornar público um episódio lamentável ocorrido em um curso de trânsito promovido pela Guarda Civil Metropolitana.


O referido curso promovido pela Prefeitura de São Paulo para os agentes da Guarda Civil Metropolitana, está sendo ministrado por meio de um convênio firmado com o Colégio particular Luiza Marilac, no bairro de Santana.

Pois bem, na última sexta-feira 28/11/14, os aproximadamente 40 agentes da Guarda Civil Metropolitana foram agraciados pela visita de dois Agentes da Guarda Civil de Santana do Parnaíba, onde os mesmos iriam fazer uma breve palestra e uma apresentação sobre o sistema de trânsito e suas características.

Pelas informações passadas, os mesmos se apresentaram espontaneamente , tendo o único objetivo de agregar e passar o conhecimento adquirido pelos mesmos em sua cidade, nada mais normal, esta é uma tendência, um intercâmbio entre duas instituições que só traria benefícios e agregaria valores, tanto para aqueles GCMs que estavam no curso, como para toda a Instituição GCM.

Mas infelizmente, o que se viu foi um episódio lamentável, incompatível para com um servidor público, ainda mais para alguém que ocupa um cargo de Chefia , que tem como obrigação dar o exemplo para os seus subordinados e para os munícipes.

Conforme relatos, o servidor público de nome Paulo, o qual seria o responsável pelo curso, apesar de não ter ministrado aula alguma para os agentes, se achou no direito de forma, arrogante e prepotente, de questionar a presença dos agentes no local.

Onde, solicitou que os mesmos saíssem da sala, juntamente com os dois instrutores da GCM que estavam ministrando o curso, e após isso, os dois agentes públicos do município da cidade de Santana do Parnaíba, praticamente foram expulsos do local, devido ao grande CONSTRANGIMENTO gerado , os mesmos pegaram os seus pertences e se despediram dos alunos da GCM, e como forma de um pedido de desculpas em meio ao desrespeito, descaso, arrogância e prepotência deste servidor Paulo, os agentes da GCM, totalmente indignados e constrangidos, se levantaram silenciosamente e prestaram uma longa Salva de Palmas.

Este é foi um episódio inaceitável, para os agentes presentes no curso, como para toda a Corporação Guarda Civil Metropolitana que teve sua imagem totalmente DENEGRIDA pela incompetência de um servidor público Arrogante e Prepotente, incapaz de gerenciar pessoas e de respeitar os demais servidores públicos, na condição de cidadão e de pessoa humana.

Este episódio vai contra todos os princípios mínimos de Direitos Humanos e bons costumes da Sociedade e tenho certeza, que também contrários aos ensinamentos e doutrinas da Guarda Civil Metropolitana.

Espero que o Sr. Prefeito da Cidade de São Paulo, tome conhecimento deste episódio lamentável e tome providências, pois não foram somente os dois agentes da Guarda Civil de Santana do Parnaíba prejudicados, mas os aproximadamente 40 agentes da GCM na condição de aluno foram envergonhados e constrangidos,e bem como, a imagem de toda a Corporação Guarda Civil Metropolitana.






FONTE - www.policiamunicipaldobrasil.com