POLICIAL - EXPLODE - MULHER durante o ato SEXUAL - GCM NEWS - Investigou

Montagem criada Bloggif
AQUI está a VERDADE dos FATOS

O cabo da PM Adelson Santos Silva, de 43 anos, se apresentou na tarde desta segunda-feira (12), no 2º Distrito Integrado de Polícia (DIP)


LEIA se PUDER com MATÉRIA completa...


Fachada da Pousada Dallas, onde Jan Cleide Barros foi encontrada morta. O suspeito do crime é um cabo da PM


Na Colônia Oliveira Machado. O policial é suspeito de ter assassinado Jan Cleide Barros, de 42 anos, na manhã desta segunda (12), na pousada Dallas, Zona Sul de Manaus.De acordo com o investigador plantonista do 2º DIP, Adriano Frizzo, Adelson informou que o casal estava junto há aproximadamente dois anos, que Jan Cleide era hipertensa, tomou um medicamento e logo após começou a passar mal.


A vítima foi encontrada morta e sem roupa em uma pousada da Zona Sul
“Ele nos disse que foi até a recepção pediu pra chamar a emergência e acompanhou todo o atendimento”, ressaltou Frizzo.
Muito sangue foi encontrado no banheiro do quarto da Pousada Dallas

O corpo de Jan Cleide está no Instituto Médico Legal (IML), passando por exame de necropsia.

A vítima foi encontrada morta no quarto 105 da Pousada Dallas

A polícia aguarda o resultado do exame para dar continuidade as investigações.

O suspeito de cometer o crime é um cabo da Polícia Militar

Instituto Médico-Legal de Manaus (AM) divulgou o laudo preliminar: a mulher faleceu em decorrência de um acidente vascular cerebral (AVC),
dentro da Dallas Pousada - 24 Horas, na avenida Presidente Kennedy, na capital amazonense.
Instituto médico legal recolhendo o corpo de Jan Cleide na Pousada Dallas





De acordo com a polícia, o cabo PM que estava com ela era seu namorado. Durante a tarde, o policial militar prestou depoimento no 2º Distrito Integrado de Polícia e foi
liberado em seguida, "pois a cozinheira morreu naturalmente, segundo o laudo preliminar do IML".




O cabo disse que sua companheira "estava deitada na cama, por isso o sangue se alojou nos pulmões, e o que foi encontrado no quarto foi evacuado pela boca e pelo nariz
dela".



Segundo policiais, as veias da mulher ficaram dilatadas e estouraram, por isso havia uma grande quantidade de sangue dentro do quarto e no banheiro do dormitório.
A suspeita inicial era de que tivesse havido luta corporal entre o casal, segundo a delegada plantonista do 2º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Alessandra Braga.




Peritos não encontraram nenhum sinal de violência no corpo da mulher, nem evidências de agressões no ambiente que o casal ocupava.

O cabo da PM Adelson Santos Silva, de 43 anos, se apresentou na tarde desta segunda-feira (12), no 2º Distrito Integrado de Polícia (DIP), na Colônia Oliveira Machado. O policial é suspeito de ter assassinado Jan Cleide Barros, de 42 anos, na manhã desta segunda (12), na pousada Dallas, Zona Sul de Manaus.

De acordo com o investigador plantonista do 2º DIP, Adriano Frizzo, Adelson informou que o casal estava junto há aproximadamente dois anos, que Jan Cleide era hipertensa, tomou um medicamento e logo após começou a passar mal.

“Ele nos disse que foi até a recepção pediu pra chamar a emergência e acompanhou todo o atendimento”, ressaltou Frizzo.

O corpo de Jan Cleide está no Instituto Médico Legal (IML), passando por exame de necropsia.

A polícia aguarda o resultado do exame para dar continuidade as investigações.

FONTE - http://acritica.uol.com.br/manaus/Manaus-Amazonas-Amazonia_0_608939259.html

http://acritica.uol.com.br/manaus/Suspeito-Zona-Sul-apresenta-policia_0_607739611.html

HOLERITE - ELETRÔNICO

Montagem criada Bloggif

POSTAGEM